Fique Atento — 27 Outubro 2008

Filha de pai português e mãe russa, Sandra Resende, formou-se na Escola de Dança do Conservatório Nacional, tendo prosseguido a sua aprendizagem em Lisboa com o professor Yuri Chatal, antigo docente da Escola do Ballet Real de Inglaterra.
Entre 1997 e 99 frequentou a Academia Vaganova, em São Petersburgo (Rússia), tendo dançado em espectáculos escolares o “Pas-de-Deux dos Camponeses”, do bailado “Giselle”, um “pas-de-deux” de “Coppélia” e participado no bailado “O Quebra-Nozes”.
A convite de Jean-Albert Cartier, participou no projecto Europa Danse tendo interpretado um “pas-de-trois” do bailado “Paquita” (Balanchine) e um papel solístico em “Sinfonia em Ré”, de Jirí Kylian.
Entre 99 e 2001 fez parte do elenco da Companhia Nacional de Bailado (Lisboa) tendo participado num reportório bastante variado.
Seguidamente trabalhou, durante dois anos, do Northern Ballet Theatre, sedeado em Leeds (Inglaterra) e dirigido por David Nixon.

Em 2002, como solista, entrou para o Anhaltisches Theater de Dessau (Alemanha), sob a direcção de Gonzalo Galguera.
Nesse mesmo ano participou no XVIII Festival Internacional de Bailado de Havana, presidido por Alícia Alonso.
A partir de 2004, e com Gregor Seyffert na direcção da companhia de Dessau, Sandra dançou papéis como a “Princesa Aurora”, em “A Bela Adormecida” (na versão de Yan Linkens), a “Rosa”, em “O Pequeno Príncipe” e “Renée de Montreil”, em “O Marquês de Sade” (ambos assinados por Gregor Seyffert).
Com o seu marido, o bailarino italiano Enrico Palvarini – nomeado para o Prémio Benois da Dança de 2007 – dançou um dueto de “O Marquês de Sade” no Teatro Bolchoi, de Moscovo.
O ano passado também participou no I Festival Internacional de Dança de Dessau, com “Inspiration”, de Palvarini.
Em 2008 Sandra foi mãe de uma menina.

Related Articles

Share

About Author

Antonio Laginha

(0) Readers Comments

Comments are closed.