In Memoriam — 21 Abril 2009

Eva Evdokimova (1 Dezembro 1948 – 3 Abril 2009) uma das grandes ballerinas do século XX
Nascida em 1948 na Suíça, foi uma das mais delicadas e bonitas ballerinas da sua geração. Apesar de nunca ter pertencido a nenhuma das grandes companhias mundiais teve uma carreira brilhante, solidificada por uma notável versatilidade e pela sofisticada interpretação de dois clássicos: “Giselle” e La Sylphide”.
Alta, etérea e bastante maleável, ficou famosa nos anos 70, sobretudo na Inglaterra e na Alemanha, países em que passou grande parte da sua infância.
Filha de um jornalista búlgaro e de uma americana, Eva foi a primeira cidadã norte-americana a receber (em 1970) a medalha de ouro do reputado Concurso Internacional de Ballet de Varna (Bulgária).
 
Começou por estudar em Munique, tendo, a partir de 1959, ingressado na escola do Ballet Real de Inglaterra, em Londres. Foi a primeira estrangeira a dançar no Ballet Real da Dinamarca, onde, entre 66 e 69 dançou no corpo de baile. Daí passou para o Ballet da Ópera de Berlim, já como solista. Em 1973, o sucesso da sua carreira levou-a a ser reconhecida como "prima ballerina" daquela companhia.
Posteriormente foi, durante algumas temporadas, "artista convidada" do London Festival Ballet – onde foi “partenaire” de Peter Schaufuss – tendo, depois, durante cerca de 15 anos percorrido o mundo ao lado de Rudolfo Nureyev.
Foi a primeira americana a ser convidada a dançar no conhecido teatro Kirov (Maryinsky) de Leningrado (São Petersburgo).
O seu extenso reportório incluía mais de 120 peças tais como "La Sylphide", "A Bela Adormecida", "O Lago dos Cisnes", "D. Quixote" "La Bayadère", "Raymonda", "Miss Julie", "Romeu e Julieta", "Études", Napoli", “Conservatório" e muitas outras.
Durante os anos 80, dizia-se ser a bailarina internacional mais bem paga dançando 150 espectáculos por ano. Em 1990 fez um espectáculo de despedida em Berlim tendo vindo 67 vezes a cena durante 40 minutos. A partir daí foi professora convidada em várias companhias de renome e foi muito solicitada para fazer de jurada em diversos concursos internacionais.

Em 2002 ainda voltou aos palcos em Nova Iorque num breve trabalho a solo. Nesse mesmo ano foi contratada como mestra de bailado do Ballet de Boston mas, um ano depois, devido a dificuldades financeiras da companhia foi dispensada.
Faleceu de cancro em Nova Iorque, com 60 anos, no dia 2 de Abril.

Related Articles

Share

About Author

Antonio Laginha

(0) Readers Comments

Comments are closed.