Breves — 19 Janeiro 2009

A 37ª edição do conhecido Prémio de Lausanne (Prix de Lausanne), uma competição internacional de grande tradição na Europa para jovens bailarinos-estudantes, terá lugar de 27 de Janeiro a 1 de Fevereiro, no Teatro do Beaulieu, em Lausana, na Suíça.
Criado em 1973, o certame destina-se a adolescentes entre os 15 e os 18 anos. A grande maioria frequenta escolas de dança de referência, embora algumas como a Escola de Nanterres (da Ópera de Paris), a Royal Ballet School (do Ballet Real de Inglaterra no Reino unido) e a School of the American Ballet (SAB), escola oficial do New York City Ballet (EUA) tivessem deixado de enviar concorrentes.
Alguns bailarinos conhecidos ganharam prémios no passado em Lausanne tais como a angolana Maria Almeida (antiga bailarina principal do Royal Ballet), Carlos Acosta, Ivan Poutrov e Alina Cojocaru – bailarinos prncipais daquela companhia londrina – Stéphane Elizabe, José Martinez e Laetitia Pujol – estrelas da Ópera de Paris – Julie Cox Kent, Gillian Murphy e o brasileiro Marcelo Gomes – artistas principais do American Ballet Theatre em Nova Iorque – Michel Gascard e Christine Blanc, do Béjart Ballet Lausanne e Paola Cantalupo (antiga bailarina principal da Companhia Nacional de Bailado e dos Ballets de Monte Carlo) e Bernice Coppieters (estrela dos Ballets de Monte Carlo).

A gala final terá lugar no dia primeiro de Fevereiro pelas 15h00 e será transmitida em directo pelo canal Mezzo.

O ano passado o português Telmo Moreira, que este ano frequenta a Academia Vaganova em São Petersburgo e que concorre pela Rússia, ganhou um dos prémios em representação da Escola da Dança do Conservatório Nacional (Lisboa). Desta escola portuguesa estará este ano presente Inês Pereira.
A presidente do júri do Prix de Lausanne de 2009 é a "ballerina" Karen Kain, directora artística do Ballet Nacional do Canadá (Toronto) do qual fazem também parte Amanda Bennette, directora da Ballettschule Theater (Basileia), Marianne Kruuse, Directora educativa e professora da escola do Ballet de Hamburgo (Alemanha), Francia Russell, directora artística do Pacific Northwest Ballet (EUA) e professora e remontadora freelance do reportório Balanchine, Miyako Yoshida, bailarina convidada do Royal Ballet (Londres) e da K-Ballet Company (Japão) e vencedora de um Prix de Lausanne (em 1983), David Mc Allister, director artístico do Ballet da Austrália, Patrick Armand, mestre de bailado do Theatro alla Scala de Milão (Itália) e vencedor de um Prix de Lausanne (em 1980), Ted Brandsen, director artístico e coreógrafo residente do Ballet Nacional da Holanda (Amesterdão) e Bruce Sansom, director da Central School of Ballet (Londres), Reino Unido.

Related Articles

Share

About Author

Antonio Laginha

(0) Readers Comments

Comments are closed.