Fora — 13 Outubro 2008

"Não vos posso revelar a minha idade… ela está sempre a mudar"
(Alphonse Allais)
Após dois anos de colaboração informal a brasileira Denise Namura e o alemão Michael Bugdahn – que formam um par também na vida real – fundaram a sua própria companhia em 1988.
Desde então já criaram uma vintena de espectáculos tanto para « À Fleur de Peau » como para outras companhias, tais como o Balé da Cidade de São Paulo e o Cisne Negro (Brasil), o Bernballett, a Rotterdamse Dansacademie e o Cirka Teater.
Namura e Bugdahn participaram em inúmeras manifestações internacionais e já levaram as suas produções a mais de 15 países.
A teatralização do movimento dançado, o trágico-cómico e a emoção, estão na base do seu percurso criativo. Apostando na mestiçagem dos géneros em « À Fleur de Peau » explora-se a condição humana com generosidade, ironia e ternura, a fim de consegur uma partilha imediata com o espectador.
Tal não é difícil devido aos dotes teatrais de Bugdahn e ao perfil clawnesco de Namura.
« Poesia madura de dois artistas em grande forma »
Inês Bogéa – Folha de São Paulo (« Un ange passe-passe … »)
« Namura et Bugdahn propõem uma dança teatralizada e estranha, mas muito irónica.
Este duo improvável entre uma brasileira ultra-tónica e um alemão poderoso e distante, possui um encanto irresistível »
Philippe Verrièle – Le Journal des Spectacles
(« Un ange passe-passe ou entre les lignes il y a un monde »)
« Dança jubilatória : Os quatro bailarinos oferecem-nos um espectáculo de gestos e de expressionismo de rostos dentro de um universo tragico-cómico decapante. Esta coreografia conta uma história com um humor corrosivo, quando a moda se orienta para uma estética pura e um conceptual abstracto»
Patricia de Sauzea – Le progrès, Lyon (« Aller-retour simple »)

Programa das festas
Por ocasião da sua residência no Théâtre du Lierre, em Paris, os coreógrafos Denise Namura et Michael Bugdahn propõem uma retrospectiva das suas obras mais emblemáticas… e algumas surpresas.
Durante 20 dias – de 5 a 30 de Novembro – o público poderá mergulhar no universo atípico da companhia através dos seguintes espectáculos :
« aller-retour simple » (quinteto, 2000/06)
de 5 a 9 de Novembro
« un ange passe-passe ou entre les lignes il y a un monde » (duo, 2002)
de 12 a 16 de Novembro
« miroirs de l’âme (petite esthétique de l’être et du paraître) » (6 danseurs, 2007)
de 19 a 23 de Novembro
« au-delà du temps » – Soirée Formes Courtes (1985 à 2008)
de 26 a 30 de Novembro
Théâtre du Lierre
22, Rue Chevaleret – 75013 Paris
Tel. : 01 45 86 55 83
e-mail : info.lierre@free.fr

Related Articles

Share

About Author

Antonio Laginha

(0) Readers Comments

Comments are closed.