Editorial — 12 Julho 2010

A Ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, afirmou estar “satisfeita” com o pedido de demissão do Director-Geral das Artes, Jorge Barreto Xavier.
Tendo em conta a sua actividade (e a dos seus antecessores) podendo, basicamente, considera-se deplorável, ninguém, no seu perfeito juízo, irá ficar com pena deste abandono de um barco que mete água por todos os lados. A não ser as habituais viúvas que, nestas situações, sempre choram lágrimas de carpideira, pensando nas benesses e vantagens que, eventualmente, poderão vir a acabar.
O Ministério da Cultura (MC) informou, no dia 10 de Julho, os orgãos de comunicação social que aceitou a demissão de Jorge Barreto Xavier, antigo vereador da Câmara Municipal de Oeiras – no consulado de Isaltino de Morais (PSD) – convidado para o cargo por José António Pinto Ribeiro (PS). Muitos acharão que nem devia ter entrado e, depois de ter ajudado a engordar ainda mais o sinistro “polvo” em que a DGA se transformou, o seu afastamento parece que só peca por tardio!
Mas o mais curioso de toda esta cena é que o MC esperou que J. B. Xavier saísse pelo próprio pé para dizer mal dele.
Com amigos assim, quem é que precisa de inimigos?
Porém, para o referido cargo o (finalmente) expedito MC anunciou já ter uma pessoa na calha. E do dia saiu o director de um teatro de província, João Aidos.
Veremos nos próximos dias o que mais nos irá acontecer!
… e para a Companhia Nacional de Bailado (CNB), cujo director tem sido o que se tem visto, já Jorge Salavisa terá escolhido um estrangeiro – de qualidade mais que duvidosa -, como, aliás, já fez no Ballet Gulbenkian e também naquela companhia, para o próximo mês de Setembro?
No Teatro Camões, Canavilhas nem precisa de rejubilar com pedidos de demissão pois os contratos de director da CNB costumam acabar em Setembro!
O mais curisoso é que se diz que Salavisa, como não percebe nada de ópera nem de gestão, já está a elaborar a próxima temporada da CNB…

Related Articles

Share

About Author

Antonio Laginha

(0) Readers Comments

Comments are closed.