Breves — 31 Janeiro 2013
A FEBRE DOS CISNES

cisnes

Praticamente no mesmo dia – a meio de Fevereiro – estrearam-se no Teatro Camões em Lisboa, e nos Recreio da Amadora, duas “novas” versões do clássico de Petipa/Ivanov – Tchakovski, “O Lago dos Cisnes”.

A Companhia Nacional de Bailado (CNB) – que já tem várias produções daquela conhecida obra – mostrou uma “reconstrução do Lago” reciclada com novos figurinos de José António Tenente, filme de Edgar Pêra a acompanhar e coreografia (de algumas sequências) da autoria de Fernando Duarte.

Numa época de crise em que todos os cêntimos são poucos para pagar os salários dos que dançam e dos que “penosamente” se arrastam pela companhia há anos sem dançar, a pertinência desta escolha da direcção artística da CNB é mais do que duvidosa. Para não dizer completamente despropositada!

Quanto ao Quórum Ballet, de Daniel Cardoso, as expectativas eram muitas uma vez que o (também jovem) coreógrafo, há anos sedeado na Amadora, ofereceu uma coreografia contemporânea com um reduzido número de bailarinos para fazer face à poderosa partitura de genial Tchaikovski.

É caso para se dizer que, no início de 2013, a  febre dos cisnes chegou em força a Moscavide e à Porcalhota!

Related Articles

Share

About Author

Antonio Laginha

(0) Readers Comments

Comments are closed.